Alimentos Sustentáveis que Praticam o BEM

quem somos

Missão

Desempenhar atividades de produção agropecuária de maneira sustentável, produzindo alimentos seguros em um ambiente de trabalho saudável e com a terra cumprindo sua função social.

Visão

Ser referência na produção de alimentos sustentáveis e no turismo rural inclusivo.

Valores

• Preservação e conservação ambiental;
• Compromisso com qualidade e segurança;
• Simplicidade e gentileza;
• Envolvimento com a comunidade local.

A Fazenda

Somos uma pequena Fazenda, com área de 123 hectares localizados aos pés da Serra da Mantiqueira paulista no município de Santo Antônio do Jardim/SP – Brasil, a 190 km da capital.

É aqui onde são produzimos todos os produtos com a nossa marca KAYNÃ, como o Café Especial, o Fubá de Milho moído em moinho de pedra e o Mel. Além destes, também produzimos silagem de milho ensacada para alimentação animal e uma pequena criação de gado. Recebemos também turistas, para conhecer um pouco da nossa história e ver ao vivo algumas das inúmeras ações de sustentabilidade que praticamos em nosso dia a dia.

Nossa História

(contada por Jefferson Adorno)

1938 / 1942

Sr. Aldo e dona Marlene, pais do Jefferson, nasceram em sítios, no município de Pompéia / SP.

1938 / 1942
1942

No sítio Pau Brasil, onde o sr. Aldo nasceu, o vô Nenê plantava de tudo um pouco: arroz, feijão, batata, algodão e até café.

1942
1944

Lá, o próprio vô Nenê construiu uma escola para as crianças da região. As professoras moravam lá durante a semana e as irmãs do sr. Aldo é que preparavam a alimentação delas. Foi onde o sr. Aldo começou a estudar.

1944
1950

Enquanto isso, aqui na Fazenda Retiro Santo Antônio, o penúltimo proprietário inaugurava a Capela de Santo Antônio. Uma relíquia que preservamos com muito carinho até hoje.

1950
1955

E logo em seguida colocou pra funcionar o moinho de pedra que usamos atualmente para moer nosso fubá Kaynã.

1955
1968

Casamento do sr. Aldo e dona Marlene em Pompéia, após 3 anos de namoro, que começou em uma quermesse de Santo Antônio.

1968
1971

A vida de bancário do sr. Aldo fez com que ele e dona Marlene se mudassem para Curitiba / PR, onde Jefferson nasceu, foi o segundo dos três filhos. Em Curitiba moraram até 1976, quando se mudaram pra São Paulo – SP.

1971
1989

Jefferson entra na Universidade Mackenzie, se formando em 1995.
Não conta pra ninguém, mas ele fez engenharia eletrônica.
Neste período da faculdade que nasceu seu primeiro filho: Lucas, em 1993.

1989
1994

Após trabalhar 43 anos no mesmo banco, sr. Aldo se aposenta e compra a Fazenda Retiro Santo Antônio. Ele e dona Marlene iniciaram um grande trabalho para recuperar a fazenda que se encontrava muito degradada, mas continuaram morando em SP.

1994
2000

Entre 1999 e 2000, três acontecimentos convenceram Jefferson a abandonar seu bom emprego em SP capital e se mudar para a Fazenda: um sequestro relâmpago, uma viagem para Machu Picchu e o filme «O Sexto Sentido». Sua mudança ocorreu em 13/junho: Dia de Santo Antônio.

2000
2004

Desde 2000 morando na Fazenda, até 2004, Jefferson somente cultivou cogumelos shiitake, enquanto o sr. Aldo e o sr. Luiz cuidavam da produção de café e leite. Em 2004 uma infecção exterminou toda a produção de shiitake e foi então que Jefferson começou a ajudar na administração do restante da Fazenda, tendo o sr Luiz como grande mestre.

2004
2006

Jefferson e Marianna começaram a namorar em 2004 e se casaram aqui mesmo na capelinha de Santo Antônio. Ela é agrônoma, professora do Centro Universitário de Espírito Santo do Pinhal e também era produtora de shiitake. Entenderam agora o porquê do shiitake nesta história? Como frutos desta união vieram o Mateus em 2008 e a Clara em 2012.

2006
2006

Após a tentativa frustrada de transformar o café em orgânico, demos início à arborização das lavouras de café e aos reflorestamentos aqui na Fazenda. Até 2021 foram plantadas mais de 9 mil árvores nativas.

2006
2007

Recebemos a nossa primeira turma para Educação Ambiental e até hoje a gente vem plantando algumas centenas de sementinhas todos os anos. Escolas públicas e projetos sociais de nossa região recebemos gratuitamente.

2007
2009

Por conta das ações sustentáveis que vinham sendo realizadas na fazenda, Jefferson recebe o prêmio «Cafeicultor Destaque do Brasil», esta foi a última vez que ele usou terno.

2009
2010

A Fazenda conquista a certificação internacional socioambiental Rainforest Alliance, muito rigorosa e respeitada principalmente no exterior.

2010
2011

Após 56 anos de muito trabalho e ensinamentos, sr. Luiz Tozzini, nosso único e eterno administrador, decide se mudar para a cidade.

2011
2013

A Fazenda recebe uma nova certificação socioambiental internacional, com muito rigor nos controles da rastreabilidade e segurança alimentar.

2013
2015

Nasce a nossa marca Kaynã, no início batizando somente o nosso café especial. O Kaynã já nasceu em embalagens sustentáveis e sendo entregue de bike na Grande São Paulo.

2015
2016

Lançamos o nosso fubá Kaynã, moído naquele moinho de pedra instalado aqui em 1955. Falamos dele em 1955, lembra?

2016
2016

1ª turma de pessoas com deficiência visual que recebemos para o que viemos a batizar de Turismo Sensorial. Emocionante!

2016
2018

Falecimento do sr. Aldo e do sr. Luiz, deixando muitos ensinamentos, histórias e valores que procuramos propagar até hoje.

2018
2018

Após muito aprendizado, decidimos não continuar mais com as certificações Rainforest e UTZ. Enxergamos que o que fazíamos aqui era uma produção sustentável e precisávamos investir muito tempo nos rigorosos e necessários controles exigidos pelas certificações, o que nos impedia de iniciar novos projetos. (Foto de Thaís Staut)

2018
2021

Com a pandemia do Covid-19, precisamos interromper as visitações de turistas e quase todos os nossos clientes em São Paulo fecharam as portas. Na tentativa de nos reinventar, iniciamos uma humilde lojinha virtual e logo no início começamos a neutralizar a emissão de carbono gerada nas entregas feitas pelos veículos dos Correios.

2021
2021

Aproveitamos o período em que interrompemos o turismo na fazenda durante a pandemia para construir a Toca do Kaynã, um espaço para experiências sensoriais e gastronômicas, sustentável na construção e também na acessibilidade. Venham nos visitar!

2021
Scroll to Top